2018-04-24

'Enviei meu currículo para uma vaga em que preencho todos os requisitos e não fui contatado' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/04/2018, com um ouvinte que respondeu a um anúncio de emprego enviando seu currículo, mas não obteve nenhuma resposta.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Enviei meu currículo para uma vaga em que preencho todos os requisitos e não fui contatado'

enviando currículos processos seletivos

Um ouvinte escreve: "Enviei meu currículo para uma empresa, em resposta a uma oferta de emprego que ela publicou. Meu currículo preenchia todos os requisitos de escolaridade e experiência, mas não fui contatado e fico tentando entender porquê."

Vamos lá. Um anúncio aberto, como esse que você mencionou, atrai uma quantidade apreciável de currículos. Por isso, a primeira providência da empresa é proceder a um processo de eliminação. Ou, para usar um termo mais brando, de filtragem inicial.

Cada empresa tem seus próprios filtros e alguns deles nem passam pela cabeça de quem enviou um currículo, mas pode, eventualmente, excluir candidatos. Por exemplo: a distância entre a residência e o local de trabalho. Outro fator poderia ser a idade, algo que a empresa não deixou explícito no anúncio, para não ser acusada de discriminação.

No fim dessa filtragem, irão sobrar não mais que meia dúzia de candidatos que serão convocados para entrevistas. E posso lhe assegurar que esses currículos selecionados incluirão competências além daquelas solicitadas no anúncio: mais cursos, ou passagens por empresa do mesmo ramo da contratante, ou conhecimentos adicionais de sistemas e idiomas.

Em resumo, o currículo que você enviou era adequado. Só que havia outros super-adequados. Mas não deixe de continuar insistindo, porque em algum processo, o filtro poderá funcionar a seu favor.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin