2012-06-05

'Errei o nome de um dos principais clientes da empresa durante a reunião' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/06/2012, com um ouvinte que errou numa reunião, o nome de um dos principais clientes da empresa.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Errei o nome de um dos principais clientes da empresa durante a reunião'

falando errado

"Passei por um momento muito constrangedor", relata um ouvinte que explica: "Tenho 26 anos e fui promovido a uma função gerencial. Na primeira reunião de que participei, com um dos principais clientes da empresa, eu me dirigi a ele e errei o nome dele. Tentei continuar falando para disfarçar, mas as expressões faciais, tanto do cliente, quanto do meu chefe, me fizeram perder o rumo. Na meia hora seguinte, não consegui parar de pensar na tremenda pisada que dei.

Depois da reunião, meu chefe me criticou com aspereza e eu perguntei se seria conveniente eu me desculpar com o cliente. Meu chefe me respondeu que não há meio de reparar uma mancada dessas e que qualquer explicação que eu desse iria piorar ainda mais a situação. Isso aconteceu faz três semanas. Há algum modo de eu remediar o ocorrido?"


Bom, se eu puxar pela memória, vou me lembrar de meia dúzia de incidentes semelhantes em minha carreira. O que aconteceu comigo, e provavelmente também com você, foi uma daquelas descargas de adrenalina devido à tensão do momento. Quase certamente, bem antes de você começar a falar, deve ter passado várias vezes por sua cabeça o temor de que se você ficasse a reunião inteira calado, alguém poderia supor que você ainda não estava preparado para assumir uma função gerencial. Quando finalmente soltou a voz, você não estava inteiramente concentrado no que tinha para dizer e derrapou no nome do cliente.

Mas não se preocupe. Você não precisará fazer terapia, meditação ou curso de memorização. Simplesmente, daqui há alguns anos, você irá se divertir muito contando esse caso. São episódios embaraçosos como esse que dão à vida corporativa um toque de graça. Embora na hora, a situação assuma contornos de desgraça.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin