2012-06-06

'Quero abrir uma empresa que vai concorrer com a companhia que eu trabalho' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 06/06/2012, com um sarcástico texto com prognósticos das mudanças no mercado de trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Quero abrir uma empresa que vai concorrer com a companhia que eu trabalho'

consultoria empresarial concorrência

"Trabalho há 15 anos em uma empresa que presta consultoria na área de Informática", escreve um ouvinte. "Já faz algum tempo que venho acalentando o desejo de abrir a minha própria empresa e me tornar consultor. Mas duas coisas me preocupam. A primeira é que a maior parte do que sei, eu aprendi na empresa em que trabalho. E a segunda é que alguns dos meus potenciais futuros clientes são atualmente clientes da empresa em que estou. Ou seja, eu me tornaria um concorrente da minha empresa atual.

Não pretendo utilizar nenhum material ou programa que sejam de propriedade dos meus atuais patrões. Meu conhecimento está dentro de minha cabeça e muitos profissionais do mercado possuem conhecimento igual ao meu. O que eu tenho, e acredito seja o meu diferencial, é a confiança de clientes que atendo a muitos anos e que, muito provavelmente, me darão preferência. Dois ou três deles até já me insinuaram isso e essa foi a principal razão que me levou a pensar em um negócio próprio. Minha dúvida é: estou sendo anti-ético, ingrato, traidor ou algo nessa linha?"


Bom, se você tem a certeza de que a sua atual empresa não poderá processá-lo por se apropriar de informações confidenciais, você estaria começando uma empresa da mesma maneira que muitas empresas começaram. É bastante comum, em qualquer setor, no Brasil e no mundo, que ex-empregados abram seus negócios e concorram com as empresas de que saíram. Até mesmo algumas gigantes multinacionais começaram assim.

Porém, repito: certifique-se de que informações que você afirma estarem em sua cabeça não sejam, de fato, de propriedade da sua empresa atual. Um advogado poderá orientá-lo nesse sentido. Para que você não venha a ter dores de cabeça.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin