2013-01-25

'Tenho 53 anos e já sou considerado velho para os recrutadores' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/01/2013, com uma estratégia para um ouvinte mais velho conseguir chamar a atenção com o seu currículo.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Tenho 53 anos e já sou considerado velho para os recrutadores'

homem velho trabalhando

Um ouvinte escreve um relato interessante. Ele explica que no início da carreira, perdeu boas oportunidades porque era considerado muito jovem para as funções a que se candidatava. "E agora", ele relata, "voltei a ter o mesmo problema, só que por ser considerado muito velho. Tenho 53 anos e nem de longe me considero velho, mas percebo que, para os recrutadores, a idade em meus documentos parece ter mais peso do que o brilho em meus olhos. Isso, nas raras vezes em que um deles chega a me ver pessoalmente, porque na quase totalidade dos casos, mando currículos e não recebo qualquer resposta."

Vamos lá. Acredito que o seu currículo seja uma bela e vasta coleção de empregos e cargos, porque ele contém 30 anos de informações. A minha sugestão seria: esqueça o modelo tradicional de currículos. Escolha uma empresa e faça uma carta específica para ela, com três parágrafos. Comece escrevendo em que você é formado, qual é a sua principal especialização e quais foram os três melhores resultados práticos que você obteve nos últimos 10 anos e em quais empresas. Tudo isso em cinco linhas no máximo.

Em seguida, escreva que você sintetizou as informações para poupar tempo a quem for avaliar o seu currículo, mas que está a disposição para fornecer todas as outras informações necessárias. E termine escrevendo por que você tem interesse em trabalhar naquela empresa. Por exemplo: um sonho de infância, boas referências de amigos, produtos de qualidade que a empresa produz e você consome, notícias positivas na mídia. E é só isso. Uma carta assim vai despertar a curiosidade de quem for ler.

Ah, e não coloque a sua idade na carta. Você está imaginando que o problema é a sua idade. Ao não colocá-la, você descobrirá se é mesmo. Espero que não seja. Boa sorte.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin