'Como consolar um amigo dispensado por redução de quadro?' - by Max Gehringer

2013-01-08 1:33 PM by Andarilho

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 08/01/2013, sobre como consolar um amigo que foi demitido.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Como consolar um amigo dispensado por redução de quadro?'

mulher demitida

Um ouvinte escreve: "Minha colega, da mesa ao lado, foi dispensada por redução de quadro e ficou arrasada e muito irritada. Tentei dizer algumas palavras de consolo, mas isso só fez aumentar a irritação dela. Como alguém deve proceder em casos assim?"

Bom, eu posso lhe oferecer três dicas:

A primeira: seja um bom ouvinte. Pergunte o que houve e permita que a pessoa desabafe a vontade, sem interrompê-la.

A segunda: após ouvir tudo, fale somente por experiência própria. Quem já foi demitido em circunstâncias semelhantes, pode explicar que também passou por momentos de decepção, fúria, depressão ou qualquer outra reação compreensível numa situação dessas. Mas se você nunca foi inesperadamente demitido, é recomendável não fazer de conta que entende perfeitamente o que a outra pessoa está sentindo.

A terceira: ofereça solidariedade. Evite os conselhos impositivos, do tipo "Ah, você tem que fazer tal coisa". Quem está emocionalmente desbalanceado, dificilmente se lembra do que ouviu num momento de grande tensão. Apenas anote num papel o seu nome e o e-mail pessoal. E coloque-se a disposição para conversar, quando e se, a pessoa desejar.

Evidentemente, tudo isso vale para algum colega que você realmente esteja disposto a ajudar. Pode acontecer que você concorde que a demissão foi merecida e tenha lá os seus motivos para não querer indicar aquela pessoa para uma vaga em outra empresa. Nesse caso, mantenha os dois primeiros itens, que são humanitários, e elimine o terceiro, que é profissional. Porque, pior do que não oferecer ajuda, é oferecer e depois esquecer.

Max Gehringer, para CBN.

0 comentários:

Blog Widget by LinkWithin