2013-04-18

Entrevista não é só o que você diz - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 18/04/2013, sobre como a linguagem corporal é importante numa entrevista de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Entrevista não é só o que você diz

comunicação não verbal

Uma ouvinte escreve: "Participei de uma entrevista e não fui contratada porque, segundo o entrevistador, não mostrei segurança ao responder as perguntas dele. Fiquei surpresa ao ouvir isso e ele tentou me explicar que minha voz dizia uma coisa, mas a minha postura corporal mostrava o contrário. Pergunto se isso é algum novo modismo na área de recursos humanos."

Não, não é. Isso é psicologia e atende pelo nome de comunicação não-verbal. É uma técnica que já vem sendo usada há muito tempo em entrevistas. E você pode se considerar uma exceção, porque o entrevistador lhe revelou o motivo de sua não contratação, coisa que a maioria não faz. Olhando pelo lado positivo, você ficou sabendo que seus gestos estão desmentindo suas palavras, algo que você poderá corrigir nas próximas entrevistas.

A lista de sinais não-verbais é longa, mas aqui vão alguns exemplos:

Se você cruza os braços quando alguém está falando, é sinal de desinteresse.

Se você coloca a mão em frente a boca quando fala, é sintoma de incerteza.

E se você fica olhando para o teto, o chão ou as paredes, você mostra insegurança.

Existe um estudo, publicado pelo professor e psicólogo Albert Mehrabian, que diz o seguinte: quando falamos, a linguagem corporal responde por 55% da mensagem. O tom da voz, por 38%. E as palavras que usamos, por apenas 7%.

Esses números podem variar, é claro, mas uma entrevista não é só o que você diz. É como você diz e é também o que seu corpo está dizendo. É como declamar um poema. Qualquer pessoa é capaz de decorar uma poesia. Mas são poucas as que conseguem interpretá-la com sinceridade, com o gestual apropriado e com emoção, como se elas mesmas tivessem escrito aqueles versos.

Max Gehringer, para CBN.

1 comment:

Ju Denzler said...

Hoje em dia isso é avaliado em tudo, até pra fechar um negócio..

beiJUs
http://feiffercereja.blogspot.com.br/2013/04/o-real-papel-do-lider-de-sucesso.html

Blog Widget by LinkWithin