2013-08-27

'Qual o seu sonho?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/08/2013, com dicas de como responder a perguntas do tipo 'Qual é o seu sonho?' em dinâmicas de grupo e em entrevistas de emprego.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Qual o seu sonho?'

trabalhadora sonhando

Uma ouvinte escreve: "Participei de uma dinâmica de grupo para uma vaga numa empresa muito grande. E lá pelas tantas, a coordenadora perguntou a cada um dos participantes: 'Qual é o seu sonho?' Quando chegou a minha vez de responder, fui sincera. Disse que gostaria de viajar pelo mundo, conhecer novas culturas e amplicar meus horizontes. A coordenadora comentou que todos deveriam ter esse mesmo sonho na vida. E eu achei que tinha abafado, mas acabei não sendo selecionada. Será que falei o que não deveria?"

Bom, quando eu tinha 20 anos, eu tinha um sonho: ser escritor. Mas eu jamais revelei isso nas entrevistas de emprego de que participei porque as empresas que me entrevistaram não estavam contratando escritores.

A resposta que a nossa ouvinte deu não foi ruim, pelo contrário. Mas foi genérica. O que a empresa que estava promovendo a dinâmica ganharia de imediato se contratasse alguém cujo sonho fosse conhecer o mundo?

A maneira mais indicada de lidar com perguntas desse tipo é pensar num sinônimo mais concreto para a palavra sonho. Por exemplo, objetivo. Aí, basta responder "meu sonho", mas pensando em "meu objetivo". Assim: "Meu sonho é construir uma carreira sólida e estar participando dessa dinâmica é o primeiro grande passo."

Isso soa meio ridículo? Sim, de fato. É preciso ensaiar bastante para conseguir fazer uma frase dessas parecer natural. Mas como eu acredito que tenha ocorrido na dinâmica da nossa ouvinte, os que seguiram adiante foram aqueles que conseguiram entender quais eram os sonhos de curto prazo da empresa.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin