2013-08-16

'Corro o risco de nunca mais receber uma promoção caso recuse uma transferência' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 16/08/2013, com um ouvinte que está em dúvida se aceita uma transferência que pode lhe abrir oportunidades futuras, mas que no momento vai lhe trazer apenas dor de cabeça.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Corro o risco de nunca mais receber uma promoção caso recuse uma transferência'

promoção no trabalho

Um ouvinte escreve: "Tenho 28 anos e trabalho em uma agência bancária, numa cidade pequena. Aqui conheço todo mundo, tenho poucas despesas, consigo aumentar minha poupança todos os meses e, acima de tudo, tenho uma ótima qualidade de vida. Como o banco em que trabalho gosta de remanejar funcionários, recebi um convite para mudar de agência, com um reajuste de 20%.

E aí está minha dúvida: eu teria que me mudar para uma cidade bem maior. Em termos pessoais, vou perder quase tudo o que eu tenho aqui. E em termos financeiros, estou desconfiado de que terei despesas que farão o aumento de 20% virar fumaça. O problema é que se eu recusar essa transferência, dificilmente haverá outro convite, porque essa é a política do banco. Pergunto se você aceitaria mudar."


Sim, se eu tivesse 28 anos de idade e mais uns 30 anos, no mínimo, de carreira profissional pela frente. O único motivo que poderia levá-lo a recusar a proposta seria o de você já ter decidido, aos 28 anos, que tem da vida tudo o que quer e precisa.

Porém, eu recebo muitas mensagens de pessoas se lamentando por ter deixado de correr alguns riscos na carreira quando ainda eram jovens. E esse pode vir a ser o seu caso se você tiver ambições profissionais.

A mudança e até a eventual perda salarial serão uma preparação para o seu futuro, e não uma situação que só deva ser avaliada pelos efeitos imediatos dela.

Agora, se mesmo assim você decidir que o mais importante é respirar o ar puro das manhãs e curtir o pôr do sol da varanda da sua casa, só posso lhe dizer que entendo, respeito e admiro.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin