2013-10-23

'Devo apontar nomes em relatório confidencial que meu diretor pediu sobre minha área?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/10/2013, com um ouvinte cujo diretor lhe pediu um relatório confidencial sobre o que acontece na empresa.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Devo apontar nomes em relatório confidencial que meu diretor pediu sobre minha área?'

relatório confidencial

Um ouvinte escreve: "O diretor de minha área, que foi quem me indicou para a vaga que ocupo, me chamou para conversar e me disse que gostaria que eu fizesse para ele, um relatório confidencial sobre as coisas que eu vejo na empresa. Ele disse que tem confiança em mim e sabe que sempre fui sincero. Acontece que, há dois meses, tive um desentendimento sério com minha gerente, que é subordinada desse diretor. E sei que ela contou para ele uma versão da história que não condiz com a verdade. Estou em dúvida se devo relatar esse fato e pergunto o que você acha que o diretor espera desse relatório que me pediu?"

Vamos lá. A minha sugestão é que você prepare esse relatório citando melhorias que possam ser feitas. Mas, antes de entregá-lo ao diretor, mostre-o para a sua gerente. Diga a ela que você não se sente confortável com esse pedido, mas que, considerando o nível hierárquico de quem pediu, você não pode simplesmente responder que não fará.

Obviamente, você não irá mencionar no relatório o desentendimento que teve com a sua gerente. Ao entender que você poderia prejudicá-la, mas não vai, sua gerente vai mudar qualquer opinião negativa que possa ter a seu respeito.

E o segundo ponto é o motivo que possa ter levado o seu diretor a lhe pedir um relatório confidencial, porque essa atitude é incompatível com a função que ele ocupa.

Se você sair apontando nomes, acredite: você estará seguro enquanto esse diretor continuar por aí, mas seus colegas acabarão descobrindo que você é um dedo-duro.

Há gente que certamente aproveitaria essa oportunidade. Mas, já que você perguntou, não é assim que se constrói uma carreira.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin