2013-10-10

'Em termos numéricos, o que é ganhar bem?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 09/10/2013, sobre o quanto, em termos numéricos, é ganhar bem, e o que é realmente ser bem sucedido profissionalmente.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Em termos numéricos, o que é ganhar bem?'

ganhar bem salário dinheiro

Escreve uma jovem ouvinte que está ingressando no mercado de trabalho: "Eu sei", ela diz, "que a gente deve buscar satisfação no emprego, qualidade de vida e equilíbrio espiritual. Mas considero que isso são abstrações. E pergunto: em termos numéricos, o que é ganhar bem?"

Vamos lá, direto ao ponto. Quem ganha mais de 25 salários mínimos por mês já ingressa em uma faixa privilegiada nas estatísticas salariais. Nem 5% dos profissionais brasileiros têm o salário superior a esse. Quem ganha mais de 50 salários mínimos atinge o chamado topo da pirâmide: acima disso, só os faraós.

Mas leve em conta que as coisas não acontecem rapidamente. Na verdade, nos dois ou três primeiros anos de carreira, parece que nada vai acontecer. Você começará ganhando entre dois e três salários mínimos.

No quarto ano de carreira seu salário seja talvez o dobro do que era quando você começou. Mas isso só acontece porque o salário inicial era muito baixo.

Muita gente acredita que nesses primeiros anos a solução é ficar trocando de emprego. Não é, porque a faixa salarial para uma mesma função não varia muito de empresa para empresa.

Só lá pelo sétimo ano é que os saltos salariais começam, de fato, a pipocar. Não para todo mundo, mas para quem soube se diferenciar nos anos anteriores, através de resultados e relacionamentos.

É isso, mas não é só isso. Uma pessoa somente pode se considerar realmente bem sucedida profissionalmente quando a preocupação prioritária com o salário é substituída por abstrações, como qualidade de vida e equilíbrio espiritual.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin