2014-09-13

'Devo comunicar meu superior sobre um "linguarudo" no setor de recursos humanos?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 12/09/2014, com um ouvinte que ficou numa saia justa quando um subordinado veio lhe perguntar se os boatos de sua demissão eram verdadeiros.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Devo comunicar meu superior sobre um "linguarudo" no setor de recursos humanos?'

linguarudo não

Um ouvinte escreve: "Sou chefe de um departamento. Um subordinado meu veio conversar comigo porque, segundo ele ouviu dizer, corria um boato de que ele seria demitido. Fiquei numa situação embaraçosa porque era verdade. Dias antes eu havia comunicado ao setor de pessoal a minha intenção de substituir aquele funcionário e solicitei que fosse iniciado um processo para a contratação do substituto.

A minha reação, não sei se certa ou errada, foi a de dizer ao subordinado para esquecer o boato e ir trabalhar. Fiz isso não só para evitar um confronto prematuro com ele, mas também porque se eu confirmasse a demissão, iria ter um problema para administrar até que o substituto estivesse pronto para começar. Porém, como eu não disse ao subordinado que ele seria demitido, ele entendeu que não seria. O que eu faço agora? Comunico a meu superior que existe um linguarudo no setor de pessoal? E o que eu falo para o funcionário quando for comunicar a demissão dele?"


Sim, você deve pedir uma sindicância no setor de pessoal para descobrir quem revelou algo que deve ser tratado confidencialmente.

Quanto ao subordinado, comunique a demissão listando as razões profissionais da sua decisão, sem se desculpar por você ter agido como agiu. Se ele comentar a conversa que vocês tiveram, explique que um chefe é obrigado a seguir procedimentos ditados pela empresa, mesmo que não se sinta muito confortável. E que ele irá compreender melhor a sua posição no dia em que ele também vier a ocupar um cargo de chefia.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin