2014-09-23

'Quais prejuízos posso ter por recusar uma transferência a outro estado?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/09/2014, sobre quais os prejuízos na carreira por não aceitar uma transferência para outro estado.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Quais prejuízos posso ter por recusar uma transferência a outro estado?'

família unida

Um ouvinte escreve: "A empresa em que trabalho me propôs uma transferência para outro estado. Depois de pensar muito, agradeci e recusei, explicando que minha mulher também trabalha e temos filhos pequenos. Em meu modo de ver, essa mudança poderia desestabilizar a minha família e o dinheiro não compensaria esse risco. Pergunto que prejuízos essa minha recusa poderá me trazer perante a empresa?"

Bem, primeiro, a empresa passará a considerar que você não é transferível para outra localidade. Quem recusa uma transferência, muito dificilmente é considerado para outra. E essa outra poderia ser o grande salto profissional da sua vida. Foi isso que você disse à empresa: que você está bem onde está e quer continuar assim.

Se a sua empresa for daquelas em que os empregados primeiro obedecem e depois perguntam, você também deixou claro que o seu compromisso com a causa da empresa termina onde começa a causa de sua família. Nesse caso, há também a possibilidade de você não ser considerado para uma futura promoção aí mesmo onde você está. Porque, na visão da empresa, promover você seria premiar um funcionário que não deu um bom exemplo de fidelidade irrestrita.

Sabendo que tudo isso pode vir a acontecer, você deve se sentir satisfeito, e sua família mais ainda, por você não ter arriscado o equilíbrio familiar. Mesmo que tudo o que apontei de negativo no campo profissional realmente venha a ocorrer, o seu salto no campo pessoal ainda será muito mais positivo e muito mais duradouro.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin