2015-10-27

Afaste os temores dos entrevistadores - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/10/2015, com uma ouvinte que quer retornar ao mercado de trabalho depois de passar um tempo trabalhando na empresa do marido.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Afaste os temores dos entrevistadores

mulher em entrevista de emprego

Uma ouvinte escreve: "Há alguns anos trabalho com meu marido, que tem uma empresa de assessoria. Nela tenho algumas comodidades, como horário flexível e posso faltar quando surge algum assunto urgente em família. Por outro lado, eu já tive experiências anteriores em empresas de porte e venho tentando retornar a uma delas, mas não tenho ido muito bem nas entrevistas. Sinto um certo preconceito quando me perguntam por que quero sair de uma situação cômoda para outra mais estressante."

Bem, se eu a estivesse entrevistando, essa seria também a minha primeira pergunta. Não por preconceito, mas para não correr o risco de contratar uma funcionária que possa vir a pedir a conta rapidamente, ao comparar as duas situações e perceber que a comodidade era mais conveniente.

Por isso, encare o entrevistador como alguém que é pago para contratar o candidato mais adequado, e para isso, ele precisa fazer perguntas diretas e objetivas. Resta a você, então, ter respostas no mesmo tom, para poder afastar os temores dele.

Imagino que você queira deixar a comodidade porque tem ambições de crescer profissionalmente, que no passado deixou empresas de porte para trabalhar com seu marido devido a alguma circunstância ou contingência que já não existe mais, que quer retomar a sua carreira anterior e permanecer nela e que não tem nenhuma dúvida em relação a isso.

Se você receber as perguntas como uma ofensa pessoal, dificilmente terá tranquilidade para oferecer essas respostas aceitáveis e convincentes.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin