2015-10-08

'Curso de inglês no Brasil é apenas enganação?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 08/10/2015, com um ouvinte que fez um curso de inglês no Brasil e quando chegou na Inglaterra, teve dificuldades para ser entendido.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Curso de inglês no Brasil é apenas enganação?'

falando inglês

Um ouvinte escreve e dá um depoimento interessante. Diz ele: "Aproveitando que tenho passaporte da comunidade europeia, decidi tentar a minha sorte profissional na Inglaterra. Cheguei aqui faz três meses e a minha primeira surpresa foi a de descobrir que o meu inglês era insuficiente. Eu tinha feito curso de inglês no Brasil, de longa duração, e atingindo o nível dito 'fluente'. Pensei que isso significasse que eu entenderia e seria entendido, mas ao chegar aqui descobri que ninguém compreendia o que eu falava. É isso mesmo? Os cursos de inglês no Brasil são só enganação?"

Claro que não. O que acontece é que os cursos fornecem a base necessária, tanto em gramática quanto em pronúncia, mas a fluência somente é obtida pela prática frequente e contínua da conversação. Esse é o principal motivo que leva jovens brasileiros a decidir fazer um intercâmbio em países de língua inglesa. Tendo que usar somente o idioma do país visitado, a fluência é adquirida em seis meses.

Um bom teste para quem faz um curso de inglês é assistir a um filme sem legendas. Ter inglês fluente significa entender pelo menos 80% do que é falado na tela, sem ter que parar e pensar no que acabou de ouvir.

Muita gente que eu conheço não estudou inglês no exterior, mas fala fluentemente porque trabalha em empresas em que o uso do idioma é requerido em apresentações ou em conversas com expatriados.

Tirando isso, fazer um curso de inglês no Brasil é um ótimo ponto de partida, mas não é a linha de chegada.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin