2015-10-23

Devo colocar no currículo uma experiência malsucedida com um negócio próprio? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/10/2015, com um ouvinte que montou um negócio próprio que não foi para a frente e agora quer saber como colocar isso em seu currículo na procura de uma vaga a estagiário.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Devo colocar no currículo uma experiência malsucedida com um negócio próprio?

jovem empreendedor

Um ouvinte escreve: "Vou me formar no ano que vem. No último ano tive um negócio próprio junto com mais dois sócios, mas a crise nos pegou de jeito e tivemos que encerrar a empresa. Agora estou pensando em me candidatar a um estágio. Devo colocar em meu currículo essa experiência malsucedida que tive?"

Deve, sem dúvida. E quem lhe disse que a experiência foi malsucedida? Você aprendeu muita coisa que outros candidatos a estágio com a sua idade ainda não aprenderam: já sabe o que pode causar a queda de uma empresa, já lidou com clientes e fornecedores, já viveu uma situação de crise e teve que tomar decisões, sendo que uma delas foi a de encerrar a empresa antes que ela se transformasse em um buraco sem fundo. Tudo isso conta e é muito apreciado pelas empresas que oferecem estágios.

Ao participar dos processos seletivos, explique o que você aprendeu com a experiência que teve e você verá que bem poucos de seus concorrentes ao estágio terão histórias semelhantes para contar.

Muito importante também é você deixar claro que deseja ser efetivado ao término do estágio e que não pretende voltar a ter um negócio próprio. Para quem for contratá-lo, essa informação é relevante, porque na hora de escolher quem vai entrar, a empresa quer ter a certeza de que não será alguém que já entra pensando em sair.

Finalmente, tenha em mente que na vida profissional não existem experiências desperdiçadas. Existem apenas experiências que um profissional não sabe como aproveitar bem.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin