2015-10-14

'Fiquei sem saber quando o entrevistador pediu para eu citar meus defeitos' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 14/10/2015, sobre o que responder numa entrevista de emprego quando lhe for perguntado quais são seus defeitos.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Fiquei sem saber quando o entrevistador pediu para eu citar meus defeitos'

perdido em entrevista de emprego

Um ouvinte escreve: "Participei de um processo de seleção e o entrevistador me pediu para mencionar os defeitos que eu tenho. Estranhei o pedido dele. Isso não daria base a um pré-julgamento que poderia influenciar negativamente na decisão da contratação?"

Bom, se você responder que não tem nenhum defeito, a influência negativa seria muito maior, já que está para nascer um candidato a emprego que não tenha defeito algum. Como todos os outros candidatos ouvirão a mesma pergunta que você ouviu, o pré-julgamento se dará pela qualidade das respostas de cada um.

Se você, por exemplo, responder que seu defeito é se irritar facilmente, obviamente você será eliminado. Como também seria se dissesse que gosta de acordar tarde e costumeiramente chega atrasado.

Então, primeiro, escolha um defeito que você realmente tenha e que possa influir no seu trabalho ou no relacionamento com os seus colegas. Ao mencionar esse defeito, engate imediatamente as providências que você vem tomando para corrigi-lo ou eliminá-lo.

Por exemplo: você prefere trabalhar sozinho, mas sabe da importância do trabalho em equipe e tem se empenhado para conseguir ser um colega que colabora com quem precisar. Ou então você é introvertido, mas tem se esforçado para não permitir que isso transpareça no trabalho.

E arremate dizendo que, quando um chefe aponta um defeito seu, você imediatamente começa a pensar no que fazer para melhorar. Só isso. A pergunta não é uma acareação. É só um teste de agilidade mental.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin