2016-05-17

'Menciono na entrevista que estou inadimplente?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 17/05/2016, com um ouvinte que menciona em entrevistas de emprego que está inadimplente e acha que isso o está prejudicando.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Menciono na entrevista que estou inadimplente?'

inadimplente

Um ouvinte escreve: "Estou desempregado faz quase um ano e durante esse período, minhas finanças pessoais sofreram um sério abalo e o meu nome acabou entrando naquelas infames relações de devedores inadimplentes. Em entrevistas, eu menciono isso sem ser perguntado e explico o que aconteceu, porque sei que não sou o único nessa situação. Como ainda não consegui me reempregar, pergunto se a minha sinceridade está me prejudicando?"

Pode ser que sim, mas não pelo motivo que você imagina. Empresas não costumam utilizar essas listas de devedores para eliminar candidatos a emprego, porque por lei ninguém pode ser rejeitado para uma vaga em função da situação financeira.

O que acontece é que cada candidato a emprego tem alguma situação que o incomoda muito, seja a sua da inadimplência, ou o motivo da saída do último emprego, por exemplo. Enquanto mais um candidato pensa na situação, maior ela vai ficando, até ele imaginar que ela é o grande empecilho.

Eu lhe sugiro então deixar de mencionar esse assunto, não por falta de sinceridade, mas porque é um tema que não interessa ao entrevistador. O que ele deseja saber é como você irá contribuir com a empresa, caso consiga a vaga: que experiência você tem, que resultados conseguiu, que sugestões apresentou, que problemas profissionais enfrentou e superou.

Ou seja, somente aquilo que importa à empresa, sem tentar sensibilizar o entrevistador para a sua situação pessoal. Isso fará com que as suas próximas entrevistas fiquem concentradas em seus bons predicados, e não em um problema ocasional e passageiro.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin