2012-07-18

'Com que tipo de chefe você trabalha melhor e produz mais?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 18/07/2012, com uma ouvinte que disse numa entrevista de emprego com qual chefe ela trabalharia melhor, e por isso, foi preterida.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Com que tipo de chefe você trabalha melhor e produz mais?'

entrevista de emprego

Uma ouvinte escreve: "Fiz uma entrevista de emprego para uma vaga que eu queria muito e uma das perguntas que o entrevistador me fez foi esta: 'Com que tipo de chefe você trabalha melhor e produz mais?' Eu defini o que considero o chefe ideal, aquele que respeita o funcionário, é aberto ao diálogo e delega responsabilidades. Mas percebi na hora que o entrevistador não apreciou a minha resposta, porque ele só me fez mais duas perguntas e encerrou a entrevista. Não consegui a vaga e agora estou pensando o que poderia ter respondido."

Muito bem. A pergunta feita vai um pouco além da relação entre chefe e subordinado. Ela dá uma indicação de como o candidato poderia reagir quando descobrisse que nem o chefe, nem a empresa e nem os colegas, são modelos bem acabados de perfeição.

E a resposta que você deu, entendida pelo lado inverso, passou a impressão de que você seria menos produtiva se não tivesse o tipo de chefe que definiu como ideal. O que pode até ser verdade, e normalmente é, mas não é algo que se deva dizer em entrevistas.

Melhor seria você ter respondido que se adapta a qualquer tipo de chefe. Primeiro, porque você sabe que irá aprender com ele, qualquer que seja o estilo dele. E segundo, porque o papel do subordinado é o de dar apoio ao chefe, e não o de avaliar criticamente o comportamento profissional dele. Se numa próxima entrevista você conseguir dizer isso com uma pitada de sinceridade, a vaga será sua.

Mas de qualquer forma, não mude de opinião. Chefes devem ser exatamente como você os definiu. Eu ainda acrescentaria que eles devem ter humor estável e preocupação com o desenvolvimento dos subordinados. Apenas procure não manifestar essa opinião em uma situação como a da entrevista, em que a decisão está nas mãos de quem ouve e não de quem fala.

Max Gehringer, para CBN.

2 comments:

Lua Nova said...

Absolutamente fantásticas as expressões.
Beijokas.

Alexandre Lavrador said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Blog Widget by LinkWithin