2012-07-20

'Tenho 30 anos e não consegui decidir o que fazer na vida' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 20/07/2012, com um ouvinte em dúvida sobre como prosseguir na sua carreira e vida, e a dica de se fazer um curso técnico.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Tenho 30 anos e não consegui decidir o que fazer na vida'

emd dúvida

Escreve um ouvinte: "Meu problema é que eu me formei em uma coisa, trabalho em outra e não gosto nem do que estudei e nem do trabalho que faço. Não sei se o melhor seria partir para outro curso ou tentar um emprego em uma área diferente, na qual eu nunca trabalhei. Tenho 30 anos e você com certeza vai dizer que eu não deveria ter esperado tanto tempo para decidir o que fazer na vida, mas eu aguento a pancada."

Então vamos lá. Só comece uma nova faculdade se ela lhe proporcionar duas coisas: satisfação em estudar e boas possibilidades de conseguir um emprego imediato naquela área. Atualmente, os dois cursos que oferecem mais oportunidades de emprego em relação ao número de formandos, são Administração e Tecnologia da Informação.

Se nenhum dos dois lhe agrada, vamos a outra opção: um curso técnico. A carência de técnicos especializados no Brasil já é tão grande que 80% dos formandos nem precisam procurar emprego. O emprego é que os procura, enquanto eles ainda estão na escola. Além disso, em média, um mecânico já está ganhando mais do que um médico, como você deve ter lido numa pesquisa publicada este mês.

E tem mais: quando se pensa em trabalho, imediatamente vem à mente uma empresa. Mas lembre que o número de residências é muito maior do que o número de empresas. E bons técnicos eletricistas, marceneiros, carpinteiros e encanadores podem até ficar sem emprego, mas nunca ficarão sem trabalho. Eles podem se estabelecer por conta e ganhar muito mais do que um funcionário administrativo com curso superior.

O único senão é que existe no Brasil a mentalidade que dá mais status trabalhar sentado do que em pé, e por isso tanta gente está encontrando bem mais dificuldades do que deveria. E ganhando bem menos do que poderia.

Max Gehringer, para CBN.

3 comments:

Alexandre Lavrador said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Anonymous said...

No meu caso, tenho 31 anos, fiquei estagnado em um emprego autônomo com informática e não vejo mais futuro nisso. Não sei qual emprego ter, na verdade me sinto despreparado para a vida adulta, às vezes acredito que ainda tenho uma mente muito infantil...

Anonymous said...

Esse anônimo não é o único.

Blog Widget by LinkWithin