2012-07-27

'Meu trabalho já não me satisfaz' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/07/2012, com um ouvinte que está perto de se aposentar e não consegue mais suportar o seu trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Meu trabalho já não me satisfaz'

velho aposentado entediado

"Tenho 52 anos", um ouvinte escreve, "e cheguei a um ponto em que meu trabalho já não me traz mais prazer algum. Ainda me faltam três anos para requerer a minha aposentadoria, mas já quero começar a pensar em algo que eu possa fazer. Se possível, em curto prazo, porque sei que não vou aguentar esse marasmo por mais três anos. O que você me sugere?"

Primeiro, eu lhe diria que qualquer pessoa na sua faixa etária deveria estar pensando no que vai fazer pelos próximos vinte ou trinta anos, qualquer que seja a situação presente. Então, eu sugiro que você comece listando as coisas que sabe fazer bem. Depois de trinta anos trabalhando, como é o seu caso, um profissional deve ter aprendido o suficiente para se diferenciar em seu campo de atividade. Você poderia, então, abrir uma consultoria e transferir os seus conhecimentos para empresas de pequeno porte. E liste também o que você não sabe fazer bem. Por exemplo, você é um bom técnico, mas não sabe se vender. Nesse caso, procure alguém de sua faixa etária que seja bom naquilo que você não é, e proponha uma sociedade.

A micro-consultoria é uma boa tentativa para casos como o seu, porque ela representa uma ruptura de vínculo empregatício, mas não uma mudança radical de atividade. A segunda opção seria partir para algum tipo de projeto que um dia você sonhou, mas não pôde realizar porque a carreira o encaminhou em outra direção. Para isso, entretanto, você precisará dispor de recursos que o sustentem durante algum tempo, ou mesmo reduzir inicialmente o seu padrão de vida, já que você não sabe o que poderia esperar.

Essas seriam duas opções para você começar a pensar. Uma que lhe daria mais rendimentos e outra que lhe daria mais satisfação. A segunda é mais atraente, mas a primeira talvez seja a mais indicada.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin