2015-06-25

Não demonstre descontentamento explícito em tarefas menores - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/06/2015, com um ouvinte que foi deixado de lado em seu setor, cumprindo tarefas burocráticas.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Não demonstre descontentamento explícito em tarefas menores

descontente no trabalho

Um ouvinte escreve: "Uma situação que me parecia ótima, de repente ficou péssima. É o seguinte: o meu gerente, com o qual eu trabalhava há dois anos, foi transferido para outra área da empresa e me levou com ele, devido à grande confiança que ele tinha em mim. Essa é a parte ótima, porque até recebi um aumento.

Acontece que o meu gerente tinha conhecimento técnico sobre a nova área, e eu não. Três meses depois, ele saiu da empresa e um novo gerente foi contratado. Ao ver que não possuo a formação técnica necessária, ele me encostou em um serviço burocrático menor e me colocou à disposição da área de recursos humanos para uma eventual transferência interna. Temo pelo que possa me acontecer. O que faço? Espero?"


Uma coisa que você poderia fazer, se é que já não fez, é ligar para o seu gerente. Como ele foi o responsável pelo ótimo que virou péssimo, não custa ele lhe convidar para voltar a trabalhar com ele, ou no mínimo, indicá-lo para outras empresas.

Quanto à empresa em que você está, sim, o melhor é esperar por uma definição. Pode ser que você seja transferido para um setor em que seus conhecimentos sejam úteis. A atitude do novo gerente em colocá-lo à disposição, já indica que nenhuma medida será tomada sem uma análise de sua situação, muito embora você se sinta momentaneamente encostado e mal aproveitado.

De qualquer forma, eu sugiro que você não dê demonstrações de descontentamento explícito ao executar as tarefas menores atuais. Porque o verdadeiro culpado já não está mais aí.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin