2014-04-24

Empresas possuem restrições com jovens que fizeram intercâmbio? - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/04/2014, sobre intercâmbio e o mercado de trabalho.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Empresas possuem restrições com jovens que fizeram intercâmbio?

intercâmbio

Um aflito ouvinte escreve: "Tenho 22 anos. Faz seis meses que retornei de um intercâmbio de um ano no Canadá. Voltei com idioma inglês aprimorado e uma valiosa experiência pessoal. Imaginei que não me seria difícil conseguir um emprego, mas me enganei. Não estou conseguindo nem mesmo vagas de menor hierarquia, como aquelas que eu tinha antes da viagem, de assistente ou auxiliar. Depois de seis meses batalhando sem conseguir nada, pergunto se as empresas possuem algum tipo de restrição quanto a jovens que fazem intercâmbio?"

Não, não existe restrição, nem discriminação. O que existe é falta de boas vagas no mercado. Posso lhe assegurar que, neste momento, muitos jovens que estão procurando emprego e não encontram, devem estar pensando que isso seja devido à carência do idioma inglês e que a solução seria fazer já, um intercâmbio. Alguns realmente vão. E quando voltam, se deparam com o mesmo problema que você está enfrentando.

Isso porque quem volta de um intercâmbio não procura emprego em uma empresa pequena ou média. A busca é direcionada às empresas maiores, aquelas em que a fluência no inglês fará uma diferença significativa. Só que essas empresas são também o alvo prioritário de muitos outros jovens, com ou sem intercâmbio, mas que possuem amigos que possam indicá-los para uma vaga assim que ela aparece.

Portanto, você fez o certo e o seu intercâmbio lhe será muito útil pelo resto da vida e da carreira. Mas você precisará ter um pouco mais de paciência e determinação para se aprumar no curto prazo.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin