2014-04-11

'Sinto-me sobrecarregado por assumir trabalho de colega que saiu de licença-maternidade' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 11/04/2014, com um ouvinte que está sobrecarregado de trabalho depois que uma colega saiu em licença-maternidade.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Sinto-me sobrecarregado por assumir trabalho de colega que saiu de licença-maternidade'

licença maternidade

"Não sei se tenho uma dúvida", um ouvinte escreve. "Acho que é mais um desabafo. É o seguinte: a empresa em que trabalho concede uma licença-maternidade de seis meses. Uma colega de trabalho recebeu essa licença. Ótimo, para ela e para o bebê. Ótimo para todas as parturientes. Só que não foi ótimo para mim, que fiquei com o trabalho dela enquanto a licença durar. Falei com o meu chefe e ele me disse que cada um precisa fazer a sua parte."

Bom, vamos começar pelo óbvio fato de que para beneficiar uma parte não é preciso prejudicar a outra. Veja o exemplo dos corredores de ônibus nas grandes metrópoles. A maioria deles passou a ocupar uma faixa antes destinada aos automóveis. Todos concordamos que o transporte público deva ser agilizado para atender à grande parcela da população que o utiliza. Só que, para fazer isso, diminuiu-se o espaço dos automóveis, que são dirigidos por pessoas que pagaram e pagam impostos e taxas para comprá-los e mantê-los, e adquirem combustíveis carregados de impostos para movê-los. O problema de todos seria solucionado com a construção de mais ruas, mas essa é uma providência que demanda tempo, trabalho e investimento. A saída mais simples é sempre a da demagogia: beneficia-se rapidamente e sem muito custo, aos que merecem o benefício, mas prejudicando os que não merecem o prejuízo.

No caso da sua empresa, a contratação de uma temporária resolveria a questão da licença-maternidade, mas a solução mais econômica foi transferir toda a carga para você. Como bem disse o seu chefe, cada um deve fazer a sua parte. O único problema é que você está fazendo três: a sua, a da colega e a da empresa.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin