2016-04-05

Impeachment é uma palavra que circula no Brasil há muito tempo - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 05/04/2016, sobre a palavra "impeachment".

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Impeachment é uma palavra que circula no Brasil há muito tempo

confronto político

Um ouvinte escreve: "Tivemos uma discussão aqui na empresa sobre o que seria 'impeachment'. Uns dizem que isso quer dizer 'impedimento', outros que quer dizer 'golpe'. E outros, como eu, preferem ficar calados. Será que não temos uma palavra nossa que substitua esse americanismo que entrou na moda?"

Vamos lá. Mundo corporativo também é cultura de vez em quando.

Em inglês, "peach" quer dizer "pêssego". Mas o verbo "to peach" tem outros sentidos, como "acusar" e "delatar". E o seu derivado, "to impeach", significa contestar a validade de algo.

Por exemplo, o ocupante de um cargo público pode ter o seu trabalho contestado e se for comprovada a sua má-fé ou incompetência, ele pode ser exonerado da função.

Nesse caso, "impeachment" é traduzido como "impugnação". Mas essa palavra sempre foi aplicada a tantas atividades, incluindo o futebol, que a política preferiu se diferenciar adotando o termo original em inglês.

Embora tenha se popularizado no processo que depôs o presidente Collor, "impeachment" já vinha circulando no Brasil há muito, muito mais tempo. Começou a aparecer na imprensa logo após a proclamação da república e foi usada na prática em 1893, em um processo envolvendo o governador de Pernambuco. A palavra pode ser utilizada para todos os níveis do serviço público, ou seja, um batalhão de gente.

Se a explicação lhe satisfez, sugiro que vocês retomem o trabalho porque, com essa crise, as empresas estão muito mais preocupadas com o nível de produção do que com o sentido de impugnação.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin