2017-11-28

Crise prolongada provoca demissões consecutivas - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 28/11/2017, com um ouvinte que está sofrendo com várias demissões consecutivas por causa da crise.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Crise prolongada provoca demissões consecutivas

demissões

Escreve um ouvinte: "Depois de ter trabalhado anos em uma empresa de porte, fui dispensado porque as atividades do meu setor foram encerradas. Para não ficar parado, aceitei empregos em duas empresas, mas fiquei só um par de meses em cada uma delas. E pelo mesmo motivo: ao ser contratado, havia expectativa de uma breve retomada nos negócios, que acabou não ocorrendo, e isso ocasionou a demissão dos mais novos de casa. Como posso explicar em futuras entrevistas que não sou um paraquedista?"

Eu entendo que você possa estar imaginando que essa situação é altamente anormal e que só aconteceu com você, Mas, infelizmente, há mais profissionais que passaram pelo mesmo dissabor que você passou.

Quando uma crise se prolonga mais do que o esperado, como vem sendo o caso da atual, as empresas precisam estar preparadas para aproveitar imediatamente uma virada na situação. Por isso, elas contratam profissionais que não irão agregar muito de imediato, mas que serão valiosos assim que o mercado começar a reagir.

Ao perceberem que a luz no fim do túnel está mais distante, essas empresas retomam o passo anterior, mantendo o quadro básico inerte por mais algum tempo.

Essa é a explicação que você pode dar e que será entendida pelos recrutadores. O mercado continua indefinido e bons profissionais, como você, é que acabam sofrendo as consequências em curto prazo. É uma lástima passageira, mas dolorosa enquanto dura.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin