2017-11-15

Promoções por tempo de casa não são mais tão constantes, mas ainda ocorrem - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 15/11/2017, com um ouvinte que foi preterido em uma promoção no emprego por um colega mais antigo do setor.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Promoções por tempo de casa não são mais tão constantes, mas ainda ocorrem

promoção no emprego

Um ouvinte escreve: "Trabalho faz três anos em um setor administrativo de uma empresa de grande porte. Nosso gerente pediu demissão para aceitar um convite de outra empresa e eu acreditava que seria promovido no lugar dele, por meus estudos, por meus resultados e pelos elogios ao meu trabalho. Só que o promovido foi o colega mais antigo do nosso setor, já na faixa dos 40 anos, meio bonachão e que não tem nem metade dos cursos que eu tenho. Que recado a empresa está me passando com essa decisão?"

Creio que sejam duas mensagens. Uma, a de que os empregados estáveis serão recompensados no devido tempo. E a outra, de que a empresa quer que tudo permaneça como estava, em seu setor.

As promoções por tempo de casa não são mais tão constantes como costumavam ser, mas ainda existem muitas empresas tradicionais no mercado. Você pode saber se essa é a tendência da sua, verificando quantos dos promovidos nela, nos últimos dois anos, foram jovens como você e quantos foram antigos como o seu colega.

Caso você constate que não existe a preferência pela senioridade, aí a coisa muda de figura. E você não foi promovido desta vez porque ainda não mostrou tudo o que precisa mostrar para merecer uma promoção. Pelo menos, na avaliação do diretor da sua área, que foi o responsável final pela decisão.

Se você tem abertura para conversar com ele, pergunte o que ainda lhe falta para ser considerado na próxima vez, antes dos 40 anos.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin