2018-05-15

Convidar subordinados para confraternização antes de assumir chefia é tiro no pé - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 15/05/2018, com um ouvinte que se tornou chefe de primeira viagem e gostaria de saber se é uma boa ideia reunir seus futuros subordinados num encontro fora da empresa.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Convidar subordinados para confraternização antes de assumir chefia é tiro no pé

trabalho em equipe

Um ouvinte escreve: "Fui promovido a chefe de um departamento com doze funcionários, na mesma empresa em que trabalho. Como não tive muito contato direto com o departamento que estou assumindo, e como essa é a minha primeira promoção, estou pensando em convidar meus futuros subordinados para um encontro fora da empresa, para que eles possam me conhecer melhor e eu, a eles. O que você acha da ideia?"

Eu acho um tiro no pé. Se os seus doze subordinados representarem a média do que se pode esperar de pessoas normais, três deles, no mínimo, não vão gostar da ideia de um encontro fora da empresa.

Você terá tempo suficiente para avaliar cada um dos seus funcionários durante o expediente, de modo profissional, em vez de passar a todos, uma primeira impressão de que você será mais um amigo do que um chefe. Porque, como você sabe, você não será cobrado por seu superior pela felicidade geral do departamento, mas pelos resultados que você apresentar.

O que posso lhe sugerir é: reunir os seus subordinados, dizer a eles que você espera a colaboração de todos e que estará a disposição para discutir questões de trabalho. E, se você me permite, não diga que essa é a sua primeira experiência como chefe, porque isso iria soar como insegurança.

Daqui a um ano, você poderá pensar em reunir a equipe em um congraçamento fora da empresa, se, até lá, tiver motivos suficientes para acreditar que essa seria uma boa ideia.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin