2018-05-04

'Pedi demissão após cinco anos de empresa, mas chefe quer postergar minha saída' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/05/2018, com um ouvinte que pediu demissão, cumpriu todos os requisitos, mas seu chefe lhe pediu para ficar mais um pouco.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Pedi demissão após cinco anos de empresa, mas chefe quer postergar minha saída'

pedindo demissão

Um ouvinte escreve: "Estou vivendo uma situação delicada. Depois de cinco anos em uma empresa de porte médio, pedi demissão para aceitar uma proposta de outra empresa, que me oferecia melhores condições. Fiz tudo como se deve: comuniquei minha saída a meu gestor e entreguei uma carta ao setor de RH, informando que cumpriria o aviso prévio.

Acontece que o meu gestor me disse que eu estava me precipitando e não deveria sair. E falou ao gerente, o chefe dele, que eu acabaria ficando. Com isso, não foi iniciado o processo de contratação do meu substituto, já que não há ninguém na própria empresa com o conhecimento técnico que tenho.

E agora, o meu gestor está me pedindo para ficar mais um mês, em nome do nosso bom relacionamento e de todas as oportunidades que a empresa me tinha dado. Não quero sair deixando uma má imagem, mas não sei se a nova empresa concordará em postergar o meu início. O que posso fazer?"


Sem nenhuma dúvida, você deve sair na data marcada e respeitar o compromisso assumido com a nova empresa. Você fez tudo o que a lei determina, oficializando a sua demissão e cumprindo o aviso prévio. Qualquer coisa além disso, passou a ser problema somente da empresa.

As oportunidades que lhe foram dadas só ocorreram porque você era eficaz em seu trabalho, e não por benevolência ou caridade.

Se você vai deixar o seu gestor magoado, paciência. Você soube ser profissional até a última hora, e ele não.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin