2018-07-04

Cobramos de jovens profissionais as mesmas coisas que não gostávamos que nos cobrassem - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/07/2018, com um ouvinte que está cansado de não se fazer ouvir por profissionais mais jovens.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Cobramos de jovens profissionais as mesmas coisas que não gostávamos que nos cobrassem

jovens profissionais

Um ouvinte escreve: "Sou gerente de primeira linha de uma organização de porte. E estou cada vez mais preocupado pela dificuldade que os jovens mostram para ouvir. Não raramente, sou interrompido no meio de uma frase, por alguém com metade da minha idade e 1% da minha experiência, para escutar que a pessoa já entendeu tudo o que eu mal comecei a falar. Será que estamos diante de uma geração de profissionais hiperativos, que já chega ao mercado de trabalho sabendo tudo o que a minha geração levou décadas para compreender?"

Bom, eu não sei se isso irá contribuir para minorar a sua sofrência de primeira linha, mas vou lhe confessar algo.

Quando eu tinha 20 anos, eu não ouvia o que os outros me diziam, porque eu achava que sabia mais do que eles.

Quando eu tinha 30 anos, eu não ouvia o que os outros me diziam, porque eles achavam que sabiam mais do que eu.

E quando eu tinha 40 anos, os outros é que não me ouviam, pelos mesmos motivos que eu costumava não ouvir os outros.

Embora eu tenha aprendido que saber escutar é a base para tomar boas decisões, e me esforçado bastante para evitar falar quando deveria ouvir, a verdade é que nós cobramos dos jovens aquilo que não gostávamos que cobrassem de nós, quando nós tínhamos a idade deles.

Lembro-me que um dia, um professor de antropologia me explicou a inevitabilidade dessa obstinação adolescente. Mas acho que não prestei muita atenção.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin