2018-07-20

Qual a diferença entre os financiamentos imobiliários? - by Luiz Gustavo Medina

Transcrição do comentário do Luiz Gustavo "Teco" Medina para a rádio CBN, do dia 19/07/2018, sobre os tipos de financiamento imobiliários.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Qual a diferença entre os financiamentos imobiliários?

financiamento imobiliário

Cássia Godoy: - Boa tarde, Teco, tudo bem?

Teco Medina: - Oi Cássia, boa tarde, boa tarde aos ouvintes, tudo bem?

CG: - Tudo joia. Hoje a gente tem aqui a dúvida do nosso ouvinte Renato Goes, e ele gostaria que você explicasse quais são as diferenças nos financiamentos imobiliários da tabela PRICE e da tabela SAC.

TM: - Pois é, Cássia, essa é uma dúvida bastante comum. Acho que são os dois tipos de financiamento mais comuns, são disparados os mais comuns. Acho que primeiro tem duas regras que valem pra todo mundo, independentemente de qual financiamento você vai escolher.

A primeira delas é: tente dar uma entrada maior. Tente se desdobrar, vender carro, pegar dinheiro com o cunhado, fazer o que for preciso pra você dar uma boa entrada, porque acho que muito dos problemas de quem financia imóvel é ficar com uma dívida muito, muito grande.

A segunda dica, essa imprescindível, é: corra atrás do menor juros do banco. Procure entre os bancos. É uma dívida muito grande, pra um prazo muito longo e qualquer casa depois da vírgula no financiamento faz uma diferença enorme no valor da parcela ou no valor total da dívida.

Então vale a pena você correr atrás, deixar um pouco a preguiça de lado, barganhar, negociar, porque isso faz muita diferença. As pessoas acham que não, "um banco me ofereceu a 9, outro a 9,2, é só 0,2". Não! Se você joga isso na conta, esse 0,2 é uma fortuna, porque a dívida é muito grande e o prazo é muito longo.

Dito isso, o que eles se diferenciam basicamente, Cássia, é: na tabela PRICE você tem uma parcela fixa, então você vai pagar, sei lá, 300 mil em 20 anos, você vai pagar, sei lá, parcelas de 2215 reais. A vantagem disso é você saber se o tamanho da parcela cabe no seu bolso e você tem uma previsibilidade bem fácil de você administrar. Então na partida, você já sabe quanto você vai pagar e é isso o que vai ser pro resto da vida.

Na tabela SAC, a parcela diminui. Você começa pagando um valor maior pra diminuir e chegar a zero na última parcela daqui a 360 meses. Eu acho que ela tem uma grande vantagem porque você amortiza mais no SAC.

CG: - Aliás, vem daí o nome, né, Sistema de Amortização Constante.

TM: - Exato. E o que acontece: eu acho que você, que qualquer pessoa, é muito difícil você ter uma previsibilidade daqui a 15, 20 anos. Mas às vezes você consegue ter uma previsibilidade daqui a 3, 5 anos. Então, sei lá, você acabou de ser promovido, você olha pro emprego, ganhou um aumento, tá bem, acha que por uns 2, 3 anos tá tudo bem, se algo der errado, vão te demitir e você ganha uma indenização, então acho que é mais fácil você se comprometer com um valor maior no começo.

E por que eu acho que isso é importante? Porque se algo der errado lá na frente, no ano 9, no ano 11, a sua dívida é menor. Então eu acho que você ganha nessa discussão. Se algo der errado, você já pagou mais no começo e tem uma dívida menor.

Porque o que acontece muito: quando você faz um financiamento muito longo e você dá uma entrada muito pequena, durante boa parte do seu financiamento, a sua dívida é maior que o valor do imóvel. E aí é o que quebra a pessoa. A pessoa tem uma dívida de, sei lá, 700 mil e o imóvel vale 550. Se algo der errado, a pessoa tá perdida.

Então é por isso que é importante você tentar dar uma entrada sempre maior e, se você puder, pagar mais no começo. Isso vai impedir que se algo der errado no ano 7, no ano 12, no ano 18, que o valor do seu imóvel seja inferior ao valor da sua dívida.

CG: - Muito bom, faz bastante sentido. Obrigada, Teco, até a próxima!

TM: - Até a próxima, Cássia!


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin