2018-07-25

'Situação mal resolvida no trabalho costuma influir negativamente em outras' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/07/2018, sobre como uma situação mal resolvida no trabalho costuma influir negativamente em outras que seriam normais.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Situação mal resolvida no trabalho costuma influir negativamente em outras'

problemas no ambiente de trabalho

Um ouvinte escreve: "Detesto meu trabalho!" E a seguir, ele enumera os motivos para detestar o que faz, e que compõe uma alentada relação de pequenas tragédias corporativas do dia-a-dia. Onze, para ser mais exato.

Seria mais fácil para mim, sugerir que ele pedisse a conta. Mas acredito que antes disso, ele poderia respirar fundo e refletir um pouco sobre o seguinte:

Em ambientes coletivos de trabalho, uma situação mal resolvida costuma influir negativamente em outras, que seriam normais. Por exemplo: o chefe é maligno e o local de trabalho é barulhento; caso o chefe fosse indulgente, o barulho nem seria percebido.

O que lhe sugiro é descobrir qual é o fator primordial da sua insatisfação. E posso garantir que é um só. O primeiro que começou a incomodar, lá atrás: ou o salário, ou o colega insuportável, ou a falta de perspectivas, ou o cheiro do banheiro...

Quando esse primeiro aborrecimento brotou e não foi resolvido, outros começaram a se empilhar sobre ele, até que a pilha atingisse um tamanho intolerável. Esse é o ponto em que tudo à volta parece tóxico. E a contrariedade aumenta mais ainda porque os colegas de trabalho não compartilham do mesmo desprazer.

Pela mensagem do nosso ouvinte, deduzo que tudo começou porque ele foi passado para trás em uma promoção. Esse é o problema que ele deve atacar numa conversa com o superior. Se esse mal-estar for resolvido, tudo melhorará. Incluindo o gosto do café, que o nosso ouvinte diz ser intragável.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin