2011-12-12

Como se comportar em jantar de fim de ano da empresa do cônjuge - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 12/12/2011, com dicas de como um cônjuge deve se comportar em um jantar ou festa de fim de ano da empresa ao acompanhar o(a) parceiro(a).

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Como se comportar em jantar de fim de ano da empresa do cônjuge

festa fim de ano na empresa

Uma ouvinte escreve para dizer que a empresa em que o marido dela trabalha como gerente decidiu fazer um jantar de fim de ano extensivo aos cônjuges. E ela diz que nunca foi a um jantar desses e não sabe o que deve e o que não deve falar.

Ela está certíssima. Esses jantares costumam ter reflexos que vão além de um par de horas de convivência forçada, com gente estranha.

De modo geral, profissionais constroem uma imagem dentro da empresa. E nem sempre essa imagem condiz exatamente com o que a pessoa é, fora da empresa. E uma indiscrição do cônjuge, num momento de descontração, pode arranhar uma imagem cuidadosamente construída. Por outro lado, um cônjuge que tenha elegância e educação provocará o efeito inverso.

Então, vamos às dicas para a nossa ouvinte:

Primeira: não exagerar na bebida. Cônjuge que sai da linha vira assunto para o ano inteiro na empresa.

Segunda: valorizar as qualidades do marido e não mencionar os defeitos, porque um pequeno defeito doméstico poderá ser visto como um grande defeito profissional. Por exemplo: "ah, ele é muito desorganizado" ou "em casa ele não faz nada para ajudar."

Terceira: se os outros cônjuges estão se divertindo ao malhar os maridos e esposas, não entre na brincadeira. Isso porque na festa não haverá apenas pessoas alegres e inocentes. Algumas talvez não gostem do marido dela e estarão de ouvidos bem abertos.

Em resumo, quando a platéia for formado por profissionais, cônjuge só tem qualidades. O resto a gente conversa em casa.

É claro que as dicas valem também para maridos que forem acompanhar suas esposas executivas. E se ele for um executivo ou empresário brilhante, deve se conter para não aparecer. Porque a festa é dela e quem deve brilhar é ela.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin