2011-12-30

Profissões do futuro são as mesmas do passado - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 30/12/2011, sobre como as profissões do futuro acabam sendo as mesmas do passado.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Profissões do futuro são as mesmas do passado

profissões do futuro

Desde a década de 1980, sempre que eu vejo uma revista com uma matéria sobre "as profissões do futuro", eu compro e guardo. Nesses 30 anos acumulei perto de cinquenta publicações. Em cada uma delas, dependendo do momento em que o texto foi escrito, aparecem, com destaque, expressões que estavam em voga naquele momento, como reengenharia e downsizing há 20 anos, e que depois se perderam nos alfarrábios do modismo corporativo.

Da mesma forma, as matérias sempre listavam algumas profissões das quais quase ninguém tinha ouvido falar ainda. E eram exatamente elas as que chamavam mais a atenção de quem estava para decidir o que estudar, como por exemplo, turismólogo na década de 80.

Porém, praticamente todas as matérias continham uma frase à qual os leitores, em busca de novidades, davam pouca importância. A frase é: as profissões mais tradicionais continuarão a gerar o maior número de empregos no futuro.

O tempo mostrou que essa frase continua tão válida hoje como era há 30 anos. Ou em outras palavras, quem escolhe um curso que a maioria faz, tem mais chances de conseguir o primeiro emprego da carreira do que alguém quem opta por um curso pouco conhecido, mas rotulado como profissão do futuro.

A pegadinha está na relação entre o número de formandos e o número de vagas oferecidas pelas empresas. Percentualmente, uma determinada profissão pode mostrar um crescimento anual de 30%, o que parece uma maravilha, mas o número anual de vagas oferecidas é de uma para cada cem formandos.

Em resumo, a minha coleção de artigos vem mostrando, ano após ano, que as profissões do futuro continuam sendo as mesmas do passado. Nesses 30 anos, a única área que realmente desabrochou e gerou empregos em quantidade suficiente foi a da informática.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin