2011-12-23

'Fugi do lugar comum e não cheguei a lugar nenhum' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/12/2011, sobre como construir uma carreira a partir do óbvio é mais fácil.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Fugi do lugar comum e não cheguei a lugar nenhum'

óculos girassol

"Ao completar cinco anos de carreira", escreve um ouvinte, "fiz uma avaliação das decisões que tomei. A primeira delas foi fugir do lugar comum. Sempre tive pavor do óbvio e não quis optar por um daqueles cursos que a maioria escolhe por comodidade. Agora, após cinco anos, tenho inteira noção de que não cheguei a lugar algum. Não encontrei uma vaga em minha área de formação, não consegui passar das funções mais rotineiras nas três empresas em que trabalhei, e o que é pior, meu currículo não desperta a atenção das grandes empresas. O que você me sugere?"

Eu sugiro o óbvio: comece tudo de novo. Faça um daqueles cursos que você classificou como lugar comum, que poderá lhe abrir mais portas no mercado de trabalho.

Porém, o mais importante para você, e para quem mais se interessar, é que a palavra "óbvio" é muito subvalorizada. É verdade que existem exemplos de pessoas que não fizeram o óbvio e conseguiram um enorme sucesso, principalmente como empreendedores. Mas também é verdade que essas pessoas são exceções. Como a mídia valoriza os poucos que conseguiram, os muitos que não conseguiram não viram notícia.

A minha visão do óbvio é a de que ele não atrapalha quem realmente é bom. Quando milhares de pessoas fazem a mesma opção profissional, isso não significa que todas terão carreiras idênticas. A diferenciação sempre irá ocorrer, com base nos resultados, na habilidade de relacionamento e na capacidade de liderança.

Óbvio não é sinônimo de comodismo, assim como aversão ao óbvio não é sinônimo de genialidade.

A vida prática tem mostrado que é mais fácil construir uma carreira partindo do óbvio do que escolhendo direções inusitadas.

De qualquer maneira, não critico as escolhas que o nosso ouvinte fez. Ele pode não ter chegado onde queria, mas se todo mundo optasse sempre pelo lugar comum, a humanidade não produziria mais gênios.

Max Gehringer, para CBN.

1 comment:

Albuq said...

Começar do "0" é difícil, mas, em muitos momentos é necessário.

Blog Widget by LinkWithin