2013-09-12

Os pecados dos investidores - by Mauro Halfeld

Transcrição do comentário do Mauro Halfeld para a rádio CBN, do dia 12/09/2013, com os pecados dos investidores.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Mauro Halfeld, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Os pecados dos investidores

pecados dos investidores

Faz poucos dias, o principal jornal financeiro americano, o Wall Street Journal, publicou uma interessante matéria sobre os pecados cometidos pelos investidores. Eu selecionei os mais importantes e vou fazer uma adaptação para o Brasil.

Primeiro pecado: seguir a manada, ou seja, aplicar naquilo que foi mais rentável no mês passado ou então no ano passado. Alguns investimentos viram moda e atraem multidões. Exemplos aqui no Brasil: entre 1995 e 2010, renda fixa imperou. Entre 2003 e 2008, as ações tiveram um grande buum. E entre 2005 e 2011, imóveis foram a febre do momento. Todas essas ondas trouxeram muito dinheiro, mas apenas para aquelas pessoas que conseguiram identificar a onda logo no início. Mas essas mesmas ondas podem significar perda de capital pra quem chega por último.

Segundo pecado: ter excesso de confiança. Principalmente os homens, que tendem a se considerar espertos e detentores de uma capacidade acima da média. Resultado: confiam demais em si e não testam as suas ideias. E elas muitas vezes estão equivocadas. A solução é ter consultores profissionais e amigos mais experientes para criticarem a estratégia.

Terceiro pecado: aceitar pagar taxas de administração altas nos fundos de investimentos e também nos planos de previdência privada. Existem poucas, mas boas opções mais econômicas neste mercado. Elas só aparecem para aquele investidor que procura bastante. O investidor mais acomodado vai acabar perdendo muito tempo e muito dinheiro ao longo dos anos, principalmente no Brasil, onde as taxas são bem mais altas que nos Estados Unidos.

Quarto: desejar fazer investimentos muito arriscados pra ficar ostentando pros amigos. Isso é muito perigoso. Melhor separar uma pequena parte do patrimônio para fazer uma espécie de cassino, uma jogatina, onde você vai poder se divertir. E muito importante: faça isso num outro banco ou numa outra corretora, para que você não misture o dinheiro.

Último pecado: dificuldade de admitir o erro e de sair fora de um mau negócio. O aplicador não pode ter muito orgulho das suas ideias. Ele não pode ter compromisso com os seus erros.

Mauro Halfeld, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin