2014-05-30

Pedi para o meu chefe me dispensar, mas ele não aceitou - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 20/05/2014, com um ouvinte que pediu para ser dispensado do trabalho para receber a multa do fundo de garantia, mas a empresa se negou.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Pedi para o meu chefe me dispensar, mas ele não aceitou

dispensa do trabalho

Escreve um ouvinte: "Prestei um concurso público. Passei e devo começar nele daqui a sessenta dias. Pedi a meu chefe atual que me dispensasse, para que eu possa sacar o meu fundo de garantia e receber os meus direitos, já que tenho sete anos de empresa e sempre fui um bom funcionário. Ele recusou, alegando que não é norma da empresa. Pergunto: o que posso fazer a respeito?"

Se você fosse dispensado, receberia na rescisão um valor adicional correspondente à multa do seu fundo de garantia. Como o próprio nome diz, uma multa é uma penalidade. É uma sobrecarga que a lei impõe a uma empresa que dispensa um funcionário sem justa causa. Essa multa foi implantada para que uma empresa pense bem antes de efetuar uma dispensa que poderia ser evitada se o funcionário fosse bem aconselhado e recebesse uma oportunidade para se recuperar.

Nada disso se aplica a seu caso, já que você vai sair por sua própria iniciativa e sua empresa preferiria que você ficasse. Você está avaliando essa multa como um prêmio por seu tempo de serviço prestado, algo que não é previsto por lei. Por outro lado, empresas em geral evitam dispensar funcionários que pedem para ser demitidos porque atender a um acabaria levando outros a fazer a mesma solicitação.

Em resumo, do ponto de vista legal, a sua empresa está agindo de forma correta. Se você aceitar um conselho, trabalhe nesses últimos sessenta dias com eficiência, para sair da empresa com prestígio e não em litígio. Isso porque você ainda não sabe se irá se adaptar ao serviço público. E caso não se adapte, a sua primeira opção seria a de retornar à empresa que você está deixando.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin