2015-12-16

Marketing pessoal não é só lábia - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 16/12/2015, sobre como o marketing pessoal é importante para promoções na carreira e como a lábia faz parte do marketing pessoal, mas não é tudo nele.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Marketing pessoal não é só lábia

marketing pessoal

Um ouvinte escreve: "Sinto que algumas vezes deixei de ser promovido por não ter uma lábia tão boa quanto alguns colegas de trabalho, mesmo tendo tecnicamente mais conhecimento do que eles. O marketing pessoal influencia mesmo tanto assim na hora de uma promoção?"

Sim. Não é só a lábia, que, por definição, é a habilidade para convencer alguém só falando, tipo camelô. É também o que um funcionário demonstra no relacionamento com superiores e colegas.

Permita-me dar-lhe um exemplo simples. Se você fosse participar de um evento empresarial, no qual não conhecesse ninguém, e fosse apresentado a uma dúzia de pessoas, no dia seguinte você só se lembraria do nome de três ou quatro delas. Ou porque elas disseram algo que o impressionou, ou pelo jeito como se vestiam, ou pela postura, fosse ela séria ou descontraída. E pode ser que um dos nomes que você não guardou fosse o da pessoa que tivesse a maior competência técnica no recinto, porque, sabendo disso, ela não se preocupou em se fazer notar e por isso ninguém a notou.

Em empresas ocorre algo semelhante. O conhecimento técnico é o mínimo que se espera de alguém que desempenha uma função. O que o funcionário faz além disso é que vai torná-lo visível, aceitável, confiável e potencialmente candidato a uma promoção.

Em empresas, os funcionários estão sendo constantemente observados e quando um é promovido, isso ocorre porque ele já deu demonstrações suficientes de que saberá liderar uma equipe. A boa lábia também entra nessa equação, mas é só uma parte dela.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin