2015-12-25

Papai Noel existe e é turco - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/12/2015, com um comentário requentado de 2007, sobre as origens do Papai Noel.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Papai Noel existe e é turco

papai noel coca cola

"Papai Noel existe?", quer saber uma ouvinte.

Sim, existe e é turco.

São Nicolau foi um bispo católico que passou por este mundo há quase 1700 anos. O local onde ele viveu e presumivelmente nasceu, a cidade de Mira, ficava na Grécia, e hoje faz parte do território da Turquia. São Nicolau costumava dar presentes para famílias e crianças necessitadas, e ficou conhecido por essa generosidade.

Mas o Papai Noel dos anúncios natalinos não tem o rosto de São Nicolau, tem a cara do desenhista Haddom Sundblom, que em 1931 foi contratado pela Coca-cola para criar uma propaganda com o bom velhinho e se inspirou olhando no espelho. Além disso, ele coloriu a roupa do Papai Noel com a cor da Coca-cola, o vermelho. Até então, a figura que presenteava crianças no Natal tinha muitas caras e muitas cores. Se a Pepsi tivesse tido a ideia, hoje o Papai Noel se vestiria de azul.

o nome "Papai Noel" nós importamos diretamente da França, há mais de 100 anos. Em francês, "Noel" é Natal, e "Père Noel", o "Papai Natal" de lá, que virou o "Papai Noel" daqui.

Portanto, Papai Noel existe, mas é uma salada de globalização: origem cristã, nome francês e marketing americano.

Já a expressão "Fulano ainda acredita em Papai Noel" tem tudo a ver com o mundo corporativo. Empresas não concedem aumentos ou promoções por pura generosidade. Na vida profissional, quem quer um presente acredita em Papai Noel e quem quer um futuro acredita em si mesmo.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin