2012-10-23

'Carta de recomendação deve conter apenas elogios?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/10/2012, sobre o que escrever numa carta de recomendação.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Carta de recomendação deve conter apenas elogios?'

carta de recomendação

Um ouvinte escreve: "Um amigo meu está participando de um processo seletivo. E uma das exigências é a de que ele apresente três cartas de recomendação, escritas por pessoas que trabalharam com ele, de preferência, em posições de chefia. Como eu me enquadro nesse quesito, embora não tenha sido chefe direto desse meu amigo, ele me pediu se eu poderia colaborar. Só que eu nunca escrevi uma carta de recomendação e tenho algumas dúvidas. Devo mencionar apenas as qualidades de meu amigo ou incluir também possíveis pontos a melhor, para que o selecionador veja que não estou sendo superficial, nem parcial?"

Bom, vamos lá. Comece a carta mencionando a posição para a qual o seu amigo está se candidatando. Por exemplo: "Prezado senhor, recomendo Fulano de Tal para a vaga de Analista em sua empresa." Isso lhe permtirá ser mais objetivo ao relacionar o que seu amigo tem com o que a posição necessita.

Em seguida, faça uma lista das habilidades que a vaga exige e seu amigo tem. Alguns exemplos seriam: atenção a detalhes, organização ou capacidade para resolver problemas por conta própria.

Em seguida liste aquelas qualidades que qualquer empresa aprecia em seus funcionários. Por exemplo: seu amigo tinha um bom relacionamento? Sabia ouvir? Tentava entender o ponto de vista de quem conversava com ele? Algumas dessas coisas o seu amigo provavelmente não tinha, então deixe-as de fora da carta.

Bom, mas se as três cartas forem somente de elogios, o que o selecionador espera? Ele espera que as habilidades e qualidades sejam parecidas nas três cartas. Parecidas, mas não exatamente iguais, porque cada um tem a sua maneira pessoal de avaliar os outros. Seria bom você explicar isso ao seu amigo para que ele não entregue três cartas muito desiguais em conteúdo, achando que elas são apenas uma exigência burocrática.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin