2012-11-02

'Mercado de RH está saturado?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 02/11/2012, sobre como anda o mercado de trabalho para profissionais de RH - recursos humanos.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Mercado de RH está saturado?'

consultoria recursos humanos

Escreve uma ouvinte: "Eu me formei em Psicologia e tenho grande interesse em atuar na área de Recursos Humanos, mas não tenho visto vagas sendo anunciadas. O mercado está saturado ou eu é que não estou sabendo onde procurar?"

Não, o mercado não está saturado. Muito pelo contrário, recursos humanos é uma área cuja gama de responsabilidades só vem aumentando com o passar dos anos e continuará a aumentar. Porém, embora pareça um paradoxo, o número de profissionais efetivos de recursos humanos não acompanhou o crescimento verificado em outras áreas. E a diferença está numa palavrinha: consultoria. As funções não desapareceram, apenas foram terceirizadas.

Um exemplo típico é o setor de treinamento. Há uns quinze anos, uma grande empresa tinha uma dúzia de funcionários efetivos nesse setor. Atualmente, são dois ou três, que contratam um consultor por tempo determinado quando precisam.

Qual é a vantagem? São duas. A primeira é a de encontrar o profissional na medida exata para o trabalho desejado. E a segunda é a redução de custos. Ter vários empregados efetivos custa mais, no longo prazo, do que a contratação temporária de consultores específicos.

Então, voltando à sua pergunta, você está procurando no lugar errado se estiver procurando direto em empresas. Nelas, todas as vagas já estão tomadas. E o pessoal de recursos humanos tende a ser bastante estável. Você precisa procurar vagas em consultorias de recursos humanos. E provavelmente terá que abrir uma empresa para se tornar uma prestadora de serviços autônoma, e receberá, proporcionalmente, ao faturamento que você irá gerar. Ou seja, você será a dona de sua carreira e alugará seu tempo e seu talento para várias empresas, em vez de se prender a uma só.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin