2012-11-27

'Meu chefe me atola de trabalho' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/11/2012, com um ouvinte que está atolado de trabalho pelo chefe.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Meu chefe me atola de trabalho'

atolado de trabalho

Um ouvinte reclama: "Meu chefe me atola de trabalho. Muito mais do que eu consigo executar. Eu me desdobro para conseguir fazer o que é possível e até um pouco mais, mas sempre termino o dia devendo alguma coisa. Já tentei conversar com meu chefe numa boa, mas ele me respondeu que 'todos estamos sobrecarregados de trabalho', ele inclusive, e que o quadro de funcionários não pode ser aumentado porque o orçamento está apertado. Pergunto se uma situação como essa é normal na maioria das empresas, porque se não for, eu vou me mandar para uma que me cobre o que precisa ser cobrado, mas que me dê tempo para fazer o que precisa ser feito."

Sim. Essa situação, que deveria ser esporádica, está ficando cada vez mais normal. Por quatro motivos:

O primeiro é que quase todas as empresas de porte já desenvolveram uma paranoia em relação a gastos e orçamentos.

O segundo é a velha questão dos encargos e impostos empilhados sobre o salário do empregado efetivo, que acabam por dobrar o seu custo. Então, as empresas tentam compensar o adicional operando com quadros muito enxutos.

O terceiro motivo é que não são muitas as empresas que possuem uma clara descrição de funções, que é a lista detalhada das tarefas de cada empregado.

E o quarto motivo é a pressão por resultados que vem lá de cima, e ninguém no caminho da descida tem coragem de dizer ao superior direto, que não vai dar.

Nosso ouvinte deve estar ali pelo oitavo degrau dessa escada. O degrau da mão na massa. Acima dele, chefes, coordenadores e gerentes já se comprometeram a conseguir. E agora alguém tem que cumprir. No caso, o nosso heróico ouvinte.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin