2016-07-04

'Atuei como gerente interino e não serei considerado como efetivo' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 04/07/2016, com um ouvinte que atuou como gerente interino por quatro meses, mas que agora será substituído por um gerente contratado de fora.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Atuei como gerente interino e não serei considerado como efetivo'

gerente

Um ouvinte escreve: "Durante quatro meses atuei como gerente interino do meu setor. O gerente efetivo pediu demissão de repente e fui encarregado de suprir a ausência dele. Nesses quatro meses procurei orientar o trabalho de meus colegas, sem dar ordens e nem censurar ninguém, ou seja, sem deixar que a função temporária me subisse à cabeça. Agora recebi a informação de que a empresa iniciou o processo para contratar um novo gerente. Eu esperava ser considerado para uma promoção, mas não fui. E pergunto: por que não?"

Bom, possivelmente porque você demonstrou ser um bom interino, mas não necessariamente um bom gerente. A sua escolha certamente se deu porque você vinha mostrando mais potencial do que qualquer um dos seus colegas para assumir o setor. Sem dúvida, o seu desempenho foi visto e avaliado durante o período de interinidade.

Se, como você escreveu, o seu trabalho se limitou a manter o setor funcionando, o que talvez tenha lhe faltado foi demonstrar à direção que você possuía as qualificações necessárias a um cargo gerencial. Como, por exemplo, visão estratégica, implantação de algum programa de produtividade ou um estilo mais firme de liderança.

Posso lhe sugerir confirmar tudo isso com quem decidiu contratar o novo gerente. E aproveitar para manifestar o seu desejo de vir a merecer uma nova oportunidade no futuro.

E não se sinta frustrado, porque você não saiu prejudicado da experiência e continua à frente da fila.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin