2018-06-25

'Reclamei do meu chefe com o superior dele, mas nada mudou' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/06/2018, com uma ouvinte que foi reclamar do seu chefe com o chefe dele, mas nada mudou.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

'Reclamei do meu chefe com o superior dele, mas nada mudou'

reclamando do chefe

Uma ouvinte escreve: "Já ouvi muitos ouvintes descontentes com alguma coisa no emprego, lhe perguntar se deveriam ir reclamar com a direção. Pois bem, eu fiz isso. Insatisfeita com meu superior direto, pela maneira rude como ele trata os subordinados, decidi me dirigir ao setor de recursos humanos.

Fui ouvida e minha reclamação foi encaminhada ao gerente do setor, isto é, o chefe do meu chefe. O gerente chamou a mim e a meu chefe para uma conversa, que por fim, foi um monólogo, já que o gerente simplesmente me disse que ele e a administração tinham plena confiança em meu chefe.

Nada me foi prometido e meu chefe também não comentou nada comigo, e nem mudou o comportamento. Como devo entender essa demonstração de falta de sensibilidade?"


Eu acredito que a mensagem do gerente possa ser dividida em duas partes. Primeira: você quis reclamar, foi ouvida e não sofreu represálias.

E segunda: foi-lhe dito com clareza que o método de liderar do seu chefe, que você considera rude, conta com a aprovação da empresa. E o seu chefe respeitou o seu direito de ir reclamar em instâncias superiores, tanto que não lhe fez nenhuma crítica por ter ido.

E, por fim, ao exercer o seu direito de reclamar, você foi tratada com dignidade, mesmo que o resultado não tenha sido o que você esperava.

Como agora você está bem informada, cabe-lhe pesar pós e contras, e decidir o que será melhor para você: ou ficar ou sair.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin