2018-06-05

Valor de um empregado é proporcional ao prejuízo que ele pode causar - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 05/06/2018, sobre como é medido o valor de um empregado para a empresa.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Valor de um empregado é proporcional ao prejuízo que ele pode causar

valor empregado

Uma ouvinte escreve: "Eu trabalho em uma dessas empresas grandes, que tem milhares de empregados. No meu caso, estou em um escritório com perto de 40 colaboradores. Não sei como, nem quem, mas vazou a informação de que o diretor da nossa área ganha a mesma coisa que nós 40 ganhamos juntos. Isso provocou descontentamento geral, mas fiquei curiosa e gostaria de entender a razão de tanta diferença."

Certo. Acredito que a razão irá surpreender a você e a seus colegas. O valor de um empregado é proporcional ao prejuízo que ele pode causar.

Se, em um escritório, existem dezenas de pessoas executando tarefas burocráticas, que em seguida passam por processos de conferência para impedir que existam falhas, a possibilidade de um prejuízo é bem pequena. E, portanto, o salário tende a não ser elevado.

Posso lhe assegurar que cada um de vocês, quarenta, trabalha mais que o diretor, em termos de concentração, esforço ou qualquer outro termo que identifique um funcionário exemplar.

Mas o diretor tem autonomia para decidir e pode, em uma só decisão, gerar uma perda de milhões para a empresa. Por isso, ele precisa ter um histórico de decisões acertadas na carreira e recebe a devida compensação.

Se você me perguntar se isso é justo, eu lhe diria que, socialmente, não é. Mas empresas privadas visam lucro. E para obtê-lo, é preciso pagar bem a quem evita prejuízos.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin