2012-01-16

'Sucesso profissional depende do diploma de curso superior?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 16/01/2012, sobre cursos técnicos vs. cursos superiores, e o sucesso profissional.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Sucesso profissional depende do diploma de curso superior?'

diploma

Um ouvinte escreve: "Tenho somente o curso técnico, e me considero bem sucedido profissionalmente, ganhando igual e até mais que muitos graduados e pós graduados. E sempre recebo ofertas para mudar de emprego. Minha pergunta é: o sucesso profissional necessariamente depende de se ter um diploma de curso superior?"

Bom, eu já disse isso antes, mas não custa repetir. Há falta de técnicos no mercado. E quando há escassez, o preço sobe. Por isso, o relato de nossa ouvinte faz sentido. Um técnico tem 90% de chances de conseguir um emprego enquanto ainda está estudando. No caso de cursos superiores, esse índice varia bastante, dependendo do curso escolhido. Mas em alguns cursos, apenas 10% dos formandos conseguirão se empregar na área de formação.

Dito isso, existem várias pesquisas mostrando que um curso superior representa um acréscimo salarial em torno de 30% em relação a quem não o tem.

Essa disparidade tem duas explicações. A primeira é que um bacharel que trabalha na área em que se formou, entra na pesquisa. Mas se ele estiver trabalhando como, por exemplo, atendente de loja, não entra. E a segunda é que a carreira progride, e depois de dez anos de formação, a maioria dos bacharéis estará ganhando mais do que a maioria dos técnicos.

Respondendo ao nosso ouvinte. As portas do mercado de trabalho são mais largas para quem faz um curso técnico. Mas o corredor que vem em seguida vai se estreitando com o passar do tempo. Ao contrário, quem tem um curso superior, sem ter feito curso técnico, terá que se espremer para passar por uma porta de entrada bem estreita, mas aqueles que conseguirem encontrarão um corredor mais amplo dali em diante.

Minha sugestão é que nosso ouvinte, por mais satisfeito que esteja neste momento, não descarte a possibilidade de continuar estudando. Cursos técnicos e cursos superiores não são concorrentes, são complementares.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin