2014-01-07

Grupo dos bem pagos não encontrará defensores junto à opinião pública - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 07/01/2014, com o caso de um ouvinte que pergunta se o reajuste salarial menor de quem ganha mais, não é discriminação.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Grupo dos bem pagos não encontrará defensores junto à opinião pública

bom salário

Um ouvinte escreve: "O sindicato negociou com minha empresa um acordo de dissídio coletivo que prevê aumentos percentuais até um determinado teto e, daí em diante, um valor fixo, qualquer que seja o salário. Logo, aqueles que têm salários mais altos receberão um percentual menor. Pergunto se isso não é discriminação ou mesmo um caso de redução salarial?"

Bom, você me fez voltar no tempo. Há uns vinte anos, uma comissão foi reclamar exatamente dessa mesma situação junto à direção da empresa em que eu trabalhava. E a resposta foi: "Discriminar quem ganha bem só produz simpatias." É a pura verdade.

Se você consultar um dicionário, verá que a definição de discriminação é a seguinte: tratar de modo injusto ou desigual a um grupo de indivíduos por alguma característica especial. A palavra, entretanto, é sempre usada para se referir a grupos minoritários que necessitem de proteção especial.

Ganhar mais que os outros até pode se enquadrar nessa definição, mas não se enquadra no quesito de uma categoria que precise ser protegida. Se, por exemplo, o governo decidir decretar um novo imposto para quem tem mais de um milhão de reais em aplicações financeiras, isso é discriminação. Mas a imensa maioria da população aplaudirá a medida.

Já do ponto de vista legal, no seu caso não ocorreu uma redução salarial, uma vez que o seu salário não baixou. Houve apenas uma perda salarial comparativa, o que não é ilegal.

O que posso lhe dizer é que, de todos os grupos que sofrem discriminação neste país, o grupo dos bem pagos é um dos raros que não encontrará defensores junto à opinião pública.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin