2014-01-14

'Posso usar meu apelido no trabalho?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 14/01/2014, sobre como usar os apelidos nas comunicações corporativas.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Posso usar meu apelido no trabalho?'

crachá hello nome apelido

Uma ouvinte escreve: "Gostaria de saber se existe alguma objeção no mercado de trabalho de se usar o apelido e não o nome. Eu sempre fui conhecida somente por meu apelido e gostaria de mantê-lo na vida profissional."

Bom, a resposta mais simples é: sim, você pode usar o apelido. Eu conheço um presidente de multinacional que sempre se apresentou como "Chico" e continua se apresentando. E isso nunca impediu a ascensão dele.

Mas sempre é bom saber se a empresa tem alguma norma, escrita ou falada, a esse respeito. Algumas empresas que eu conheço permitem que seus funcionários se tratem por apelidos, mas não que escrevam os apelidos em correspondências internas. Isso soa meio estranho na era dos e-mails, em que alguém que é conhecido como "Bia" tenha que se assinar como "Beatriz", mas regras são regras.

Já em um cartão de visitas, o bom senso recomenda não usar o apelido. Como você não sabe a quem irá entregar os seus cartões, é melhor ser formal do que casual. Se for o caso, você poderá escrever a mão o seu apelido, na hora de entregar o cartão, dependendo da pessoa que o esteja recebendo. Seria até simpático.

Nas correspondências externas, se você estiver escrevendo para alguém que já a trata pelo apelido, coloque. Caso contrário, use o seu nome.

E se você for fazer uma apresentação em outra empresa e não conhece a plateia, comece dizendo o seu nome e em seguida informe o seu apelido.

Finalmente, um bom apelido é uma bela maneira de se diferenciar no mercado de trabalho. Há nele uma infinidade de Antônios e Elaines, e um apelido sonoro seria mais fácil de ser lembrado. E mais ainda se o sobrenome for incorporado ao apelido.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin