2014-01-06

'Não participo de eventos sociais fora do horário de trabalho. Como não passar por antissocial?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 06/01/2014, com um ouvinte que não participa de churrascos aos domingos com os colegas por motivos religiosos e está com receio de ser taxado de antissocial.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Não participo de eventos sociais fora do horário de trabalho. Como não passar por antissocial?'

antissocial

Um ouvinte escreve: "Sou membro de uma igreja. Em nossa crença somos orientados a guardar o domingo, dia do Senhor. Acontece que em minha empresa existe um hábito entre os colegas de promover churrascos aos domingos pela manhã, no mesmo horário das reuniões em minha igreja. Como nunca compareço, já fui taxado de antissocial e até de fanático, embora tenha explicado aos colegas que a minha ausência não é nada pessoal, mas apenas a prioridade ao cumprimento de minhas obrigações religiosas. Temo que a chefia comece a me ver também por esse lado, já que o chefe costuma participar de alguns churrascos. O que posso fazer para não passar essa imagem de falta de sociabilidade?"

Nada. Você assinou um contrato de trabalho e o está cumprindo. Participar ou não de encontros fora do expediente é uma decisão somente sua. E você nem precisaria invocar os ditames da religião para não comparecer. Um agnóstico que queira dedicar o domingo à família teria o mesmo direito de recusar.

Se você julgar conveniente, explique a seu chefe que você ama seu trabalho e se dá bem com seus colegas, e que fará tudo o que lhe for solicitado durante o expediente de trabalho, mas que não pretende abandonar a sua fé para comparecer a encontros fora dele. Creio que ele entenderá. Até porque, se não entender, ele estará discriminando você por motivos religiosos, o que é uma ofensa prevista em lei.

Outra coisa que você pode fazer é usar os seus contatos na igreja para tentar conseguir outro emprego, um no qual haja mais tolerância para com escolhas pessoais que não interferem no resultado do trabalho.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin