2018-08-01

Respostas de empresas através de banco de currículos costumam ser automáticas - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 01/08/2018, com um ouvinte que se cadastrou no site de uma empresa em que ele gostaria de trabalhar, e recebeu uma resposta padrão.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Respostas de empresas através de banco de currículos costumam ser automáticas

banco de currículos

Um ouvinte escreve: "Eu me formei e comecei a procurar emprego. Inseri meus dados no site de uma empresa, na qual eu gostaria muito de trabalhar. E recebi uma resposta dizendo que meu cadastro foi registrado no banco de dados, e que eu seria contatado quando surgisse uma vaga adequada. Só que isso já faz um mês e nenhum contato foi feito até agora. Como devo interpretar esse período de silêncio?"

Bom, a mensagem que você recebeu pode ter um par de interpretações. Mas a mais provável é que ela tenha sido gerada automaticamente pelo sistema.

Você pode confirmar essa possibilidade na prática, pedindo a um amigo que também se cadastre no site da empresa, como você fez. Se ele receber uma resposta igual à sua, isso quer dizer que todos os inscritos receberão a mesma resposta.

Isso não quer dizer que não exista um banco de dados. Ele existe e é utilizado. Quando surge uma vaga, o sistema busca palavras-chave para filtrar os possíveis candidatos. Por exemplo: cursos feitos, idiomas, viagens, empresas em que o candidato já trabalhou e outros detalhes.

E aqueles, cujos dados se encaixam no perfil desejado para a vaga, são convocados para testes e entrevistas.

Você deve continuar a se cadastrar em sites de empresas, porque essa é uma das maneiras usadas para selecionar candidatos. Mas agora, já sabe que não deve levar ao pé da letra, mensagens de retorno que são genéricas, e não, pessoais.

Max Gehringer, para CBN.


Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin