2015-03-05

Aprenda a ser Chefe: Punição não serve apenas para castigar um único funcionário - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 05/03/2015, com a série "Aprenda a ser Chefe", com o exemplo de caso em que um subordinado comete um grande erro e deve ser punido.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

Aprenda a ser Chefe: Punição não serve apenas para castigar um único funcionário

chefe zangado

Você, um chefe compreensivo, tem um subordinado eficiente, que nunca cometeu um erro. De repente, porém, ele comete um. Não um errinho, mas um tremendo erro, que causa um grande prejuízo financeiro à empresa, um erro que foi fruto de desatenção e que poderia ter sido evitado.

Como o subordinado espera que você reaja? Perdoando-o, sem dúvida, defendendo-o perante os seus superiores. Mas não é isso que a empresa espera de um chefe. Algumas até esperam que o chefe use o mesmo método que o bom Deus usou com Adão, que nunca havia cometido um erro, mas foi expulso do paraíso ao cometer o primeiro.

Entre o que o subordinado espera e o que a empresa exige, está o bom senso profissional do chefe. E nesse caso, o bom senso indica que ele deve punir o funcionário. Caso contrário, irá se indispor com o seu próprio superior.

A punição, na verdade, não ocorre pelo erro em si, ela ocorre porque o funcionário que errou tomou uma decisão que não poderia ter tomado, e não perguntou quando poderia ter perguntado.

A punição não serve apenas para castigar o subordinado, mas principalmente para servir de alerta a todos os outros. O alerta de que eles têm um chefe. Um que elogia e pune, a quem merece uma coisa ou outra.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin